domingo, 22 de abril de 2012

O LIVRO DAS ROSAS - Parte I



Há um livro guardado, sonhado no meu amar sem fim
É esse livro tão amado, ludicamente desejado
Que te escrevo enfim.
Embriago-me no desfolhar que versejo e quando te bebo
Alimento a sede dessa entrega cega em que o enlevo
É essa prece que cresce e alucina, aliviando a dor que
O amar demais a mim mesma incita em lira divina.
O teu calor ainda meu corpo lembrava
O teu amor ainda meu corpo ansiava
E daquela antiga paixão  a alma ainda era escrava.
A luz do teu corpo iluminava-me – e eu silente vi...
O beijo da flor que se entrega refletindo-me
Nos olhos como se nada mais pudesse
Aquele olhar extinguir.

Naquele dia era um botão de rosa
Querendo a todo instante perfumar
A tua delicada prosa
Para que florisse na minha existência
O mais puro amor
Em esplendorosa essência.


3 comentários:

  1. Mirian, que blog lindo o teu, tem todas as coisas que amo, poesias de bom gosto, imagens bonitas, meus parabéns viu?!

    Há de haver um cheiro nosso guardado em ada pessoa que conhecemos no passado, não nos extinguirão.

    Sigo teu blog, e te adicionei ao meu facebook,

    Abraços e ótima semana

    ResponderExcluir
  2. Que lindo!!!
    Primeira vez por aqui e adorei seu blog! Já estou seguindo, e aproveito para lhe convidar a conhecer e seguir o Sook também.

    Tem 3 PROMOÇÕES rolando lá no Sook. São 8 LIVROS ao total! Passa por lá depois e confira!!!

    BjO
    http://the-sook.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  3. Parabéns pela beleza do poema postado.

    ResponderExcluir